Criolipolise

Criolipolise na BioRedux: Segurança total. Mais 1.500 tratamentos efetuados.

BioRedux: Clínica especializada em Criolipolise

Criolipolise: perca até 30% de gordura localizada através do congelamento

Veja qual o valor da Criolipolise e saiba tudo sobre o que deve ser observado antes de comprar o

tratamento clicando no Link abaixo

Você encontrará  as respostas para as suas perguntas sobre Criolipolise.

Criolipolise é na Clínica de estética BioRedux

 

 

Criolipolise: redução de medidas através do congelamento de gordura

 

Uma das questões que as pessoas que tomam conhecimento da criolipolise sempre apresentam é querer saber se o método realmente funciona.

O método, que utiliza baixas temperaturas para quebrar as células de gordura localizada e eliminá-las do organismo, ainda parece muito estranho para muita gente.

 

No entanto, não se trata de nada estranho. Os exercícios físicos podem auxiliar no aumento da massa muscular e na captação de gorduras para manter a energia, transformando-as durante o metabolismo, mas não são capazes de reduzir as gorduras do tecido adiposo.

 

Desta forma, ao fazer abdominais e fortalecer os músculos da região do abdômen, o indivíduo não estará automaticamente perdendo barriga, assim como não perderá a gordura localizada em outras regiões do corpo.

 

A criolipolise atende exatamente nesse ponto, fazendo com que sejam eliminadas as gorduras do tecido adiposo nas regiões onde ela mais se concentra, ou seja, nos braços, nas costas, nos peitos, na barriga, nas coxas e na parte interna das pernas.

 

Para perder gorduras localizadas, ou a pessoa entra numa dieta rigorosa e restritiva, consumindo menos calorias do que precisa todos os dias em suas atividades diárias, acrescentando as atividades físicas necessárias para utilizar essas gorduras, ou fazendo um tratamento local, que pode ser uma lipoaspiração, um tratamento muito invasivo e que exige tempo para recuperação do paciente, ou a criolipolise, que libera o paciente logo depois da aplicação, levando mais tempo para eliminar a gordura localizada, mas trazendo maior segurança e tranquilidade para a pessoa.

 

A técnica da criolipolise já não é mais uma novidade quando se trata de redução de gordura localizada sem cirurgia. O método é de aplicação simples, sem uso de anestesia ou de qualquer outro medicamento que, ao longo de três meses ainda mantém os seus efeitos, provocando uma redução de até 50% da gordura na região tratada.

 

O que significa criolipolise?

Criolipolise é formada pela raiz de três palavras gregas, “crio”, que vem do grego “krios”, significando gelo ou frio; “lipo”, que vem do grego “lipós”, significando gordura, ou qualquer substância gorda, e “lise”, também do grego, “lúsis”, que transmite a ideia de quebra, de dissolução.

 

A técnica da criolipolise consiste, basicamente, na dissolução da massa de gordura através do frio. O princípio da criolipolise está no congelamento das células de gordura localizada, gerando sua inflamação e, em consequência, sua eliminação lenta e gradual através dos meios naturais de nosso corpo, as fezes e a urina.

A forma como o organismo reage ao frio está sendo ainda motivo de muitas pesquisas pelos desenvolvedores da criolipolise, embora as evidências comprovem que o processo inflamatório das células adiposas e sua morte por apoptose, uma espécie de suicídio das células, acontece em virtude da exposição prolongada às baixas temperaturas.

 

Assim, cria-se um ambiente de baixa temperatura, que deve estar entre -5° e -10°C, transmitindo esse frio através de uma ponteira na região que está sendo tratada. O vácuo formado pela ponteira prende a parte gordurosa, resfriando apenas o local durante 55 minutos, o que é suficiente para iniciar o processo inflamatório que irá destruir as células de gordura, sem provocar qualquer dano colateral aos tecidos adjacentes.

 

A criolipolise é um tratamento que não exige recuperação

A grande vantagem do tratamento com criolipolise é que a pessoa tratada pode retornar às suas atividades normais em seguida, sem necessidade de qualquer tempo para recuperação. A única recomendação é que permaneça, pelo menos no dia do tratamento, sem praticar exercícios físicos de maior impacto ou atividades que exijam o emprego de força física.

 

Depois de uma semana do tratamento, a pessoa pode voltar aos exercícios físicos, que são recomendados pelos fisioterapeutas que aplicam a criolipolise, para evitar que novas células adiposas se acumulem nos lugares tratados. Os exercícios são recomendados para ajudar a mobilizar a gordura para sua eliminação do corpo, de forma mais rápida e eficiente.

 

Os resultados visíveis da criolipolise aparecem em pelo menos 30 dias, com a inflamação causando a eliminação completa das células mortas em 90 dias, quando se chega ao resultado final da aplicação da criolipolise. Embora pareça um tempo prolongado para grande parte da pessoas, esse tempo é o necessário para que o próprio corpo cuide, de forma natural, daquilo que está encarando como invasão, ou seja, células mortas dentro do organismo, fazendo com que o sistema imunológico de encarregue de sua limpeza.

 

A criolipolise elimina as gorduras, mas não impede que elas retornem

Uma dúvida comum entre aqueles que se submetem à criolipolise é se a gordura localizada pode ou não retornar. Se analisarmos o processo de ganho e perda de peso, vamos saber que, na realidade, as células que contém gordura não desaparecem totalmente, elas murcham, perdendo a gordura, e vão sendo substituídas por novas células, ao longo do tempo, que também podem reter gordura.

 

Quando uma pessoa engorda, as células vão acumulando gordura, aumentando de tamanho, o que faz com que apareçam a olhos vistos. Os tratamentos que prometem o emagrecimento natural, como dietas restritivas, retiram as gorduras das células e elas apenas ficam menores.

Um bom exemplo disso era o tratamento feito com a aplicação de enzimas, que eliminava as gorduras das células gordas.

 

No caso da criolipolise, podemos estabelecer praticamente um tratamento ao estilo da lipoaspiração. Isso porque, na criolipolise, as células de gordura são eliminadas, embora através de um método diferente. Enquanto a lipoaspiração retira as células de gordura, num procedimento invasivo, o congelamento provocado pela criolipolise elimina as células do organismo de uma forma natural.

 

Assim, se uma pessoa submetida a uma lipoaspiração continue se alimentando da mesma maneira que fazia antes, voltará a engordar, da mesma forma que no tratamento da criolipolise. No entanto, o corpo precisará produzir novas células de gordura, o que pode levar mais tempo, mas irá acontecer.

 

Desta forma, depois da criolipolise, a gordura pode retornar. Isso porque, se a pessoa submetida continua ingerindo mais calorias do que o necessário para seu consumo diário, o próprio corpo irá acumular o que tem a mais de calorias, criando um estoque para quando precisar. E esse estoque é exatamente a gordura acumulada, a gordura localizada.

Embora não impeça que a pessoa engorde novamente, a criolipolise pode dificultar o aumento da massa de gordura na região tratada.

 

Um exemplo hipotético de tratamento por criolipolise

Explicando através de um exemplo hipotético, mas que pode ser um caso da vida real, uma pessoa que tenha um peso de 60 quilos e tenha passado por um tratamento de criolipolise no abdômen, tendo 80 cm antes do tratamento e, após a eliminação da gordura localizada, tenha chegado a 75 cm de abdômen.

 

Alguns meses depois, a pessoa engordou 5 quilos, mas pode estar mantendo os 75 cm de abdômen. Ou pode apenas ter ganhado alguns centímetros a mais. No entanto, com o ganho de 5 quilos, essa pessoa não terá novamente os 80 cm de abdômen que tinha antes da criolipolise.

Isso acontece porque a criolipolise funciona como uma lipoaspiração, mas a pessoa submetida à criolipolise não pode se esquecer de que as calorias excesso sempre irão se transformar em gordura em alguma parte do corpo, preferencialmente na barriga.

 

Assim, no caso do nosso exemplo hipotético, a pessoa que voltou a engordar pode não ter chegado novamente aos 80 cm de barriga, mas as células de gordura cresceram em algum outro lugar de seu corpo. Sua vantagem, nesse caso, é que as células da barriga não tiveram tempo de se regenerar, continuando com os 75 cm. Então, se não tivesse aplicado a criolipolise, estaria com 85 cm de barriga.

Nesse caso, ela sentirá os efeitos do peso adquirido ao longo dos meses em qualquer outra parte, como no culote, ou nos braços, ou nos glúteos.

 

O que precisamos entender, no caso de calorias, é que devemos nos alimentar com a quantidade certa que precisamos para o nosso cotidiano. Nosso organismo deve funcionar no mesmo estilo das empresas “enxutas”, ou seja, mantendo o estoque necessário para a produção imediata, sem acúmulos e sem encher o almoxarifado.

Um almoxarifado de uma empresa qualquer, quando superlotado, irá criar grandes problemas para a empresa, seja em sua economia, seja na perda de materiais que perdem a validade ao longo do tempo, sem serem utilizados.

 

Quando ingerimos além do necessário, também perdemos, mas a perda se dá na saúde, no comprometimento de nosso sistema circulatório, no surgimento de doenças como o diabetes, na possibilidade de termos um infarto ou outras doenças provenientes do excesso de estoque de gordura.

Podemos usar a criolipolise como um sistema de qualidade nos moldes japoneses, mas é preciso que, depois, façamos a sua supervisão e manutenção todos os dias.

 

Congelamento de gordura localizada é na Clínica de Estética em São Paulo - BioRedux

 

 

Confira o melhor preço em tratamento de Criolipólise.

BioRedux Clínica em SP Especializada em Criolipólise
 
+ de 3.000 sessões realizadas